Dicas de trilhas em Teresópolis

Dicas de trilhas em Teresópolis

A cidade de Teresópolis, ícone da Região Serrana fluminense, abriga muitas trilhas que a maioria dos visitantes não faz ideia que existe. Conhecida como um dos principais destinos de charme do estado do Rio de Janeiro, a cidade pode ser muito mais do que um retiro em meio às montanhas para se passar o final de semana. Se você gosta de aventura e busca um contato mais imersivo com a natureza, nós separamos 5 trilhas imperdíveis para que sua estadia seja emocionante!

Todas as trilhas mencionadas nesse texto partem de dentro da sede em Teresópolis do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO), cujo acesso é gratuito e conta com estacionamento. Com exceção da última trilha, elas começam na parte baixa do PARNASO, que tem uma lotação máxima de 500 pessoas por dia, em ordem de chegada.

Trilha Mozart Catão

Começando com uma trilha fácil e boa para famílias: a Mozart Catão oferece um mirante com visuais incríveis da cidade de Teresópolis e das montanhas no entorno, inclusive do Parque Estadual dos Três Picos. De dificuldade leve a moderada, dá pra fazer o bate e volta da caminhada em cerca de uma hora. A trilha foi batizada em homenagem a dois alpinistas teresopolitanos que morreram em 1998 ao tentar escalar o Monte Aconcágua, na Argentina.

Visual da Trilha Mozart Catão
Foto: Ivan Monteiro / PARNASO

Trilha Suspensa

Como seu nome sugere, a Trilha Suspensa é feita sobre passarelas de madeira que deixam o visitante próximo à copa das árvores. Boa para crianças, idosos e pessoas com dificuldade de locomoção, a trilha também é acessível a cadeirantes. Construída sobre um antigo aqueduto, ela cruza a Mata Atlântica e com sorte, você irá encontrar alguns animais pelo caminho, como quatis, macacos-prego e aves.

Passarela da Trilha Suspensa, em Teresópolis
Foto: Helena Sobreira / PARNASO

Trilha Cartão Postal

Esta é considerada a trilha mais bonita da sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos em Teresópolis, não à toa é chamada de Trilha Cartão Postal. Ela atravessa áreas de floresta com uma paisagem de tirar o fôlego, levando a um mirante com um visual espetacular das montanhas do Parque, além da visão do famoso Dedo de Deus por um ângulo diferente. Sua dificuldade é considerada moderada, pois há trechos íngremes de subida em degraus, e seu acesso é pela Estrada da Barragem.

Mirante da Trilha Cartão Postal, em Teresópolis, com vista para o Dedo de Deus
Foto: Ernesto V. Castro / PARNASO

Trilha 360º

Essa trilha conecta a Trilha Cartão Postal com a Mozart Catão, sendo acessível por ambas. Ela conta com um mirante que tem um visual indescritível, de onde se pode ver ao longe a cidade do Rio de Janeiro. Assim como as trilhas anteriores, a Trilha 360º também é uma boa recomendação para a família inteira.

Mirante na Trilha 360º, em Teresópolis, com o Dedo de Deus ao fundo
Foto: Ivan Monteiro / PARNASO

Pedra do Sino

Com 2.275m de altitude, a Pedra do Sino é a cereja do bolo e o ponto mais alto da Serra dos Órgãos, indicada para quem procura um desafio maior. São 11 km e cerca de cinco horas de caminhada só de ida até o cume, por isso o ideal é se planejar para começar a caminhada bem cedo, principalmente se quiser arriscar um bate e volta no mesmo dia.

A trilha não é muito complicada, apenas extensa. No caminho se passa pela Cachoeira Véu de Noiva e por vistas magníficas. Como a trilha demanda muitas horas de caminhada e exige um maior preparo físico, muita gente opta pelo pernoite, seja no camping ou no abrigo que fica próximo da Pedra do Sino.

Visual do cume da Pedra do Sino, em Teresópolis
Foto: Bruno Nepomuceno / PARNASO

Fique atento, a Trilha da Pedra do Sino começa na parte alta do Parque Nacional, que só permite a entrada de 100 pessoas por dia e exige a compra de ingresso. Além disso, é necessário reservar a vaga para o pernoite com antecedência. Taxas de acesso ao Parque e valores das opções de pernoite podem ser conferidas no site do PARNASO.

Pronto para conhecer as trilhas de Teresópolis?

Gostou das indicações? Essas são só algumas das muitas trilhas que Teresópolis tem a oferecer, existem várias outras, como:

  • Branca de Neve
  • Dois Bicos
  • Mirante do Inferno
  • Pedra Alpina
  • Pedra da Ermitage
  • Pedra da Galinha (Cadetes)
  • Pedra da Tartaruga
  • Pedra do Camelo
  • Pedra do Elefante
  • Pedra do Palmital e CEB 83
  • Pedra do Triunfo
  • Seio da Mulher de Pedra
  • Serra dos Cavalos
  • Torres de Bonsucesso e Torre Oculta

Todas essas trilhas mencionadas estão cadastradas no eTrilhas, acesse o site agora para ver mais detalhes e informações técnicas, e já comece hoje mesmo a planejar sua visita.

Agora que você sabe que Terê tem muito a oferecer a quem busca aventura, mal pode esperar para fazer essas trilhas, certo? Então dá uma conferida no nosso post Como se preparar para uma trilha